Cuiabá 15/07/2019
Busca:  
 Home
 Últimas Notícias
 Cidades
 Política
 Esporte
 Polícia
 Meio Ambiente
 Turismo
 Agronegócio
 Mundo
 Artigos
 Aúdio e Video
 Galeria de Fotos
 Quem Somos
 Fale Conosco
Tunel do Tempo
 
Aquecido "Triângulo da Lavagem"

 Denuncias
 Enquete


Esporte
Em busca do título, Lino Barros treina com Tyson e convive com pombos

Filiado a Federação Matogrossense de Pugilismo, Lino Barros fará mais uma luta no Brasil antes de tentar alçar novas metas no exterior. No dia 28 deste mês, luta no seu estado natal, Mato Grosso do Sul, enfrentando o argentino Orlando Farias, na defesa do seu cinturão latino. Número 7 do ranking da OMB e 13 no da AMB, ele se aproxima dos líderes e da chance de lutar por título do mundo.


 

Laudelino Barros é um dos melhores pugilistas brasileiros da atualidade, o que fica comprovado nos rankings das quatro maiores entidades do boxe. Já veterano, ele sabe que suas chances de se tornar o quinto campeão mundial do país diminuem com o passar do tempo. Por isso, resolveu em fevereiro ir para os Estados Unidos intensificar os treinos e marcar presença no maior centro do pugilismo. Só isso já seria um grande passo, mas um detalhe a mais apareceu para motivar o brasileiro: seu nome é Mike Tyson - e em carne e osso.

Mais conhecido como Lino, o sul-matogrossense mora em uma casa em New Jersey quando está treinando nos EUA. O local é de propriedade de Mario Costa, um português que escolheu dedicar boa parte de sua vida ao boxe e a jovens que querem praticar a nobre arte.

 

Onde Tyson entra nisso? Mario é um grande amigo de Tyson desde a década de 1980 e, mais do que esta boa relação, ele é o responsável por cuidar de um bem precioso de Tyson: seus pombos. As aves são uma tradição do lutador desde sua infância e ganharam importância neste ano com sua entrada em um reality show bizarro, “Taking on Tyson”, que mostrará o ex-campeão dos pesados os treinando para disputar corridas.

 

Quando passa por New Jersey, Tyson corre para a casa do “irmão” português, considerado um guru do boxe na cidade. Lino é deslocado do segundo andar para o primeiro para dar lugar ao ex-pugilista, que vira centro das atenções para todos os lutadores que frequentam o local.

 

“O Mario, que me dá a estrutura, é um dos poucos caras que o Tyson confia. É amigo nem sei desde quando e já o ajudou várias vezes”, conta Laudelino, campeão latino dos cruzadores (até 90,7 kg) da Organização Mundial de Boxe (OMB). "Quando ele vem aqui é um tumulto, porque é um cara muito querido. Todo mundo quer estar com ele, tirar foto...".

 

“O Tyson vem direto ver os pombos. É uma pessoa bem desconfiada. Se não tem uma pessoa que confia, como o Mario, fica só olhando de longe. Mas para nós é normal. Fizemos até um churrasco quando ele veio”, acrescentou o lutador, que totaliza 32 vitórias, com 29 nocautes, e apenas duas derrotas na carreira.

 

A história de Mario Costa com o boxe data do início dos anos 80. Sempre interessado pelo esporte, ele começou a ajudar crianças da comunidade em New Jersey, sem custos, além de ter um restaurante temático, chamado Ringside. Com o tempo, conseguiu abrir uma academia pela qual passam bons lutadores e outros que ao menos tiveram uma boa chance de deixar a miséria.

 

“Uma academia para treinar boxe custa de US$ 75 a 80 por aqui. E Tyson um dia me disse uma coisa muito interessante. Que se tivesse que pagar 1 dólar para treinar, nunca teria sido um lutador. Que talvez tivesse virado um motorista de caminhão. Por isso resolvi ter esta academia”, afirma. “Muitas vezes mando as crianças treinarem só para elas adquirirem confiança e saírem da rua.”

 

Entre os conhecidos de Mário estava Cus D’Amatto, o técnico que descobriu Mike Tyson, lapidou o lutador e o ofereceu um lar, após ele ter deixado a detenção em uma das inúmeras vezes em que se meteu em confusão quando jovem.

 

Foi quando D’Amatto morreu que os pombos foram parar em sua casa, estabelecendo assim o vínculo permanente com Tyson, visita certa a Nova Jersey. “Quando lutava e queria ficar longe do assédio de Manhattan, Tyson vinha para cá. Ou quando não queria que vissem seus treinos. E ninguém sabia” revela ele.

 

Agora, o reality show é que tem sido responsável por marcar as visitas de Tyson a Mario Costa. Segundo ele, já foram filmados episódios para a primeira temporada, que será transmitida no próximo ano, e uma segunda já está em vias de se concretizar.

 

Mario Costa não cede espaço a Laudelino Barros - sem custo algum para o brasileiro - por acaso. O português já tem uma boa relação com os brasileiros há muito tempo, tendo trabalhado com Chiquinho de Jesus, medalhista de bronze no Pan de 1979. "Os brasileiros vieram por meio do empresário Abraham Katzenelson [que trabalhou com Éder Jofre]. Viram que eu falava português, e muitas vezes vinham, lutavam, pagavam impostos aqui nos EUA e ficavam sem dinheiro nenhum. Por isso comecei a ajudá-los”, explicou.

 

Autor: Maurício Dehò - UOL Esportes em São Paulo
Data: 16/08/2010
Noticias da Sessão: Esporte
» Jogos Estudantis realizam final da natação neste domingo
» CEMA e CIN vencem as finais e consagram-se campeões no voleibol
» Prefeitura decreta ponto facultativo e expediente reduzido em jogos do Brasil na Copa
» Abertura do 43° Jogos Estudantis Cuiabano reúne grande público para contemplação do esporte
» Veja a lista de convocados da Seleção Brasileira para a Copa da Rússia
» Em fim emocionante, Vettel suporta pressão de Bottas e vence no Barein
» Classificatória para as olimpíadas, volta ciclística internacional deve acontecer em Cuiabá
» Superação: Bom de montaria, garoto sonha em reverter a deficiência visual
» Max Holloway volta a nocautear José Aldo e mantém o cinturão no UFC 218
» Com nocaute brutal, Brunson "apaga" Lyoto na luta principal do UFC SP
» Inscrições para pelotão vip da Corrida de Reis 2017 serão abertas nesta segunda-feira (23)
» Jogos dos Conselhos começam nesta semana na Arena Pantanal
» Em Budapeste: David Moura leva prata no Mundial de Judô
» Fórmula 1: Hamilton passeia em Monza, vence a sexta no ano e assume liderança do campeonato
» Hamilton segura pressão de Vettel, vence na Bélgica e embola briga pelo título; Massa no top 10
 
Tempo
 
Copyright © 2008 Todos os direitos reservados ao NavegadorMT.